Taiguara e a tragédia do bondinho de Santa Teresa

taiguara

O artista em Santa Teresa Foto: Roberto Rosa

Foi em agosto de 1994, durante um show no Teatro João Caetano, no Centro do Rio, que o cantor e compositor Taiguara fez a denúncia: “O bondinho de Santa Teresa está quebrado por causa do sistema”. As palavras, reproduzidas entre aspas na crítica do espetáculo (publicada na edição de 11 de agosto do Jornal do Brasil), soam premonitórias após o grave acidente de 2011, quando seis passageiros morreram depois que o bonde perdeu o freio e tombou na descida da Rua Joaquim Murtinho. Ao mesmo tempo em que o sistema de transporte volta aos poucos a funcionar, as autoridades concluem as investigações e quatro anos depois apontam o culpado pela tragédia: o ex-secretário de transportes Júlio Lopes; ou seja, o sistema. Na mosca, Taiguara!

O desfecho para o mais grave acidente da história do bondinho de Santa Teresa acontece em meio às comemorações pelos 70 anos que Taiguara faria se estivesse vivo. Como morador do bairro, amava o bonde. E levou um susto quando viu os simpáticos carrinhos saírem aos poucos de circulação em 1994, restando ativo apenas um. Mais tarde, soube-se que a atitude era parte de uma reforma do sistema de transporte. Mas Taiguara já tinha tomado as dores: em Cuba, com saudade e temeroso quanto ao futuro do bondinho, compôs a canção “Meu amor Santa Teresa”, que ouvimos a seguir:

Foi ao apresentá-la no Teatro João Caetano que Taiguara fez a denúncia destacada pelo crítico do JB, cujo texto não foi favorável ao artista; e o show, considerado razoável. Os desabafos do compositor, como o que se referia aos bondes de Santa Teresa, foram apontados pelo jornalista como um discurso “cidadão” que emperrava o espetáculo. Mas Taiguara, que teve mais de 60 canções censuradas pela ditadura militar, era um poeta atento aos problemas de seu tempo.

O espetáculo que apresentava na ocasião se referia ao seu último disco de carreira – Taiguara morreu dois anos depois. Em “Brasil Afri”, além da homenagem ao bondinho de Santa Teresa, o compositor exaltou o líder político Luiz Carlos Prestes, tema da canção “O cavaleiro da esperança”. Conta-se que Prestes teria chorado ao ouvir a música.

E mais uma vez, consultando os arquivos do JB, encontramos uma reportagem sobre o diagnóstico médico de leucemia em Luiz Carlos Prestes. A matéria é do dia 6 de março de 1990.  No meio do texto, descobrimos que Taiguara ajudou nas despesas da internação do líder político no Hospital da Beneficência Portuguesa. O compositor sensível e o cidadão engajado se alinham. Das ideias à ação, Taiguara foi coerente.

 

Veja a crítica no JB:

taiguara-coisasdamusica

Crítica publicada em 11-08-1998 Fonte: Biblioteca Nacional

 

Créditos adicionais:

Foto de capa: Danilo Pavani / Cedoc FPA – Taiguara no programa “Presença”, TV Cultura, 1973

Vídeo de “Meu amor Santa Teresa” (Taiguara), TV Cultura. Postado no YouTube por Taiguara

Vídeo com a música “O Cavaleiro da Esperança” (Taiguara). Do álbum “Brasil Afri”, gravadora Movieplay, 1994. Postado no YouTube por Davi Perez

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *