As flores em vida

Pouco antes de o show começar, dezenas de jovens davam os rotoques finais no figurino. No camarim, o cheiro de perfume anunciava a noite de gala. Era possivel sentir também o aroma das rosas, que, arranjadas em um buquê no canto da sala, foram entregues no palco ao gaitista Mauricio Einhorn, o homenageado da noite. No Conservatório de Tatuí, um oásis musical no interior de São Paulo, os alunos emocionaram o artista, que estava prestes a completar 86 anos. Como Einhorn costuma dizer, citando Nelson Cavaquinho, foram as flores em vida.

O espetáculo foi idealizado e dirigido pelo guitarrista Joseval Paes, professor do Conservatório de Tatuí e mais recente parceiro de Mauricio Einhorn. E teve a participação da big band jovem e dos alunos de artes cênicas. Em celebração aos 60 anos da bossa nova, Einhorn teve sua obra destacada como um dos grandes marcos do gênero. À tarde, durante workshop na instituição, viu-se ainda um testemunho de amor ao jazz. A aula teve como tema central a improvisação musical, arte que Einhorn domina.

Homenagem a Mauricio Einhorn no Conservatório de Tatuí. Foto: frame de vídeo/coisasdamusica

Ensaios

Tudo aconteceu em um só dia: 22 de maio. Mas os preparativos no Conservatório de Tatuí começaram dois meses antes. No setor de artes cênicas, o envolvimento dos alunos foi desmonstração de força e beleza das composições. Mesmo após os ensaios, era comum vê-los cantando pelos corredores “Batida Diferente” e “Estamos Aí”. Às vezes, saltintando como a melodia.

Durante as aulas, Joseval Paes aproveitava para abordar a história da bossa nova, seus principais intérpretes e compositores, e sua relevância internacional. Nesse aspecto, o guitarrista lembrou, no palco, que existe um campo de trabalho para músicos brasileiros em todo o mundo.

Alunos tiram foto com Mauricio Einhorn após o show Foto: frame de vídeo/coisasdamusica

Gratidão

O esforço surtiu efeito. E a dedicação que os alunos demonstraram foi sinal de identificação das novas gerações com a bossa. Maurício Einhorn ganhou novos fãs, que fizeram fila para tirar selfies com o artista no fim do show.

Ao portal Coisas da Música, que acompanhou a viagem do gaistista, Einhorn deu uma declaração sucinta depois dos flashs:

– Gratidão eterna!

 

Créditos adicionais

Foto de capa: frame de vídeo/coisasdamusica

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Geraldo Picanço disse:

    Meu querido Maurício merece esse respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *